MULTIPLICANDO LÍDERES-FORMADORES NAS ORGANIZAÇÕES

O papel do líder é formar e transformar pessoas, e não apenas ser o braço operacional de equipes, garantindo assim uma execução efetiva.  Essa ação hoje representa um dos maiores desafios das organizações corporativas da atualidade.

A muito tempo fala-se da importância do processo de multiplicação e desenvolvimento de pessoas dentro das empresas e organizações. Nesse novo cenário político-econômico, as empresas estão atuando cada vez mais com quadros enxutos, em busca da efetividade na execução, com o equilíbrio entre os resultados das áreas e os custos operacionais.

Dessa forma, espera-se que os colaboradores sejam cada vez mais multifuncionais e desenvolvam novas competências para a adequação ao novo contexto de mudanças exponenciais. Nesse contexto, os programas de formação de multiplicadores ganham relevância enquanto as Universidades Corporativas investem na formação de líderes multiplicadores.

O maior desafio é conseguir fazer com que o líder atribua ao processo de educação corporativa a prioridade esperada e transforme essa ação em uma rotina de gestão, acreditando verdadeiramente que essa atuação faz parte de seu escopo e que pode transformar as pessoas, tornando-as mais competentes e proporcionando resultados para elas e para as organizações.

Segundo Simon Sinek, autor do livro “Por Quê? – Como Grandes Líderes Inspiram Ação”, que dá origem à metodologia do Círculo Dourado, para que as pessoas percebam qual é de forma genuína nosso propósito, é preciso que identifiquemos o porquê de nossa atuação, tanto para as organizações como para os colaboradores. Ao olharmos para o líder e a sua atuação na formação das equipes, é preciso que ele encontre seu propósito, o porquê de atuar na formação das equipes, qual o ganho ele tem com essa atuação, para que depois ele possa definir como irá se preparar para isso e o que no dia a dia deverá ser levado em consideração, para que o propósito seja alcançado, e para que ele possa inspirar as pessoas a de fato fazer aquilo que precisa ser feito, direcionando e desenvolvendo a equipe para a ação.

Pensado nos pilares da liderança, influência, autoridade, exemplo, resultados, interesse genuíno e valores, podemos ressaltar que ser um multiplicador, formador de pessoas, exige cada uma dessas características para que se tenha os resultados esperados com as ações de desenvolvimento.

Como ninguém é conscientemente incompetente, cabe ao líder em seu dia a dia identificar as demandas de desenvolvimento e utilizar as trilhas de aprendizagem das organizações para preparar e acompanhar sua equipe.

Considerando que a efetividade da multiplicação depende da conexão entre a solução, o público e a condução, o líder precisa ser preparado para esse momento, com isso a multiplicação de formadores nas organizações é cada vez mais a estratégia para a sustentabilidade e o crescimento do negócio.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail