ROI – Retorno Sobre o Investimento em T&D – Resumo do Primeiro Dia

Nesse artigo vamos lembra o que aconteceu no dia 12 de Junho, no evento: Encontro de Vendas, na sede da ABTD em São Paulo.

Tivemos o case da Fast Shop, onde entendemos o processo que eles usam que vai desde o entendimento do dia a dia de loja, até a construção do projeto de treinamento, em conjunto com os vendedores e membros da equipe.

Alessandro Marinho que é o responsável por treinamento e desenvolvimento na Fast Shop, falou que eles constroem de forma coletiva e alinham toda a atitude e iniciativa a um indicador, para que possa ser medido o ROI, que é o retorno sobre o investimento que está sendo aplicado.

Também tivemos a palestra do Daniel Orlean, que com seu vasto e diverso currículo, nos trouxe um entendimento com enfoque principal em não apenas extrair os resultados do treinamento, mas sim construir um treinamento possível de ser mensurado.

Daniel frisou que precisamos a princípio identificar qual o indicador que precisa ser melhorado e com base nisso começar a pensar e desenvolver o projeto de treinamento e desenvolvimento.

Com base nesse contexto, fazemos uma associação com a piramide de Donald Kirkpatrick, que traz 4 níveis de mensuração de um treinamento, começando de baixo para cima: Reação, Aprendizado, Comportamento e  Resultado. Porém quando falamos de ROI, podemos adicionar ainda dois níveis que são: os indicadores, que vem abaixo do nível de reação na piramide, e o outro indicador é: resultados financeiros, que vem no topo, acima do nível resultados.

E então devemos analisar ou criar esse processo de cima para baixo, ou seja, a primeira coisa que temos que fazer é olhar para o resultado que queremos melhoras e fazer a pergunta: o que eu preciso fazer para esse resultado melhorar ou o que está acontecendo que está fazendo esse resultado ser tão ruim.

A partir daí, conseguimos enxergar quais os comportamentos que devem ser mudados, ou implementados, e separar o que é realmente de treinamento e o que não é.

A partir desse entendimento, podemos sugerir ou projetar qual o aprendizado ou habilidades que precisam ser desenvolvidos nessas pessoas, para que o comportamento e como consequência o resultado mudem, e então podemos pensar na metodologia e aplicabilidade do treinamento.

Muitas empresas se preocupam em medir a reação, se o lugar estava adequado, se as pessoas gostaram do coffe, etc. Isso não deixa de ser importante e impactante para um bom treinamento, mas não é a avaliação e resultados, que a empresa realmente gostaria de obter.

Precisamos entender se aquilo que foi ensinado e proposto no treinamento, está sendo aplicado, então podemos acompanhar a equipe, podemos perguntar ao gestor e entender se o comportamento foi de fato alterado.

Precisamos saber isso para ter certeza que realmente os comportamentos e resultados que foram alterados tem relação ou são resultado do treinamento que foi aplicado.

E então podemos entender o impacto nos resultados, principalmente financeiros que estão acontecendo na organização e assim calcular o ROI.

Cada organização terá um caminho e indicadores diferentes para calcularmos o ROI, porém é importantíssimo que saibamos o impacto que o treinamento traz em resultado, principalmente financeiro para a organização.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail